Página Interna

Terceira Edição do Projeto “1.000 KM pela vida” terá percurso que vai de Fortaleza ao Sertão do Ceará

Idealizado pelo triatleta Igor Chacon, em parceria com os atletas Maurício Leão, Dicson Falcão e Leandro Gadelha, o Projeto “1.000 KM pela vida” ganha a sua terceira edição seis meses após a segunda. 

A ação solidária, que surgiu em meio ao lockdown em Fortaleza, tem o objetivo de arrecadar alimentos, produtos ou serviços para instituições de caridade e comunidades carentes, além de organizar um evento esportivo que promove inclusão social e visibilidade ao paratletismo cearense.

Além de Igor Chacon, o projeto solidário conta com mais três atletas que também enxergaram no esporte uma forma de engajar, transformar a vida de outras pessoas e praticar boas ações ao próximo. Dicson Falcão, com mais de vinte anos de carreira no atletismo e diversos prêmios em competições pelo Brasil e o mundo, participa ativamente da realização do evento. Leandro Gadelha e Maurício Leão também acreditaram no propósito de Igor. Ambos iniciaram no esporte ainda na infância. Maurício é Tri Campeão Brasileiro de Triathlon, Tri Campeão Desafio 24h e Campeão Asiático de Triathlon.

O percurso será iniciado no dia 2 de julho, às 16 horas, e vai até o dia 4, também até as 16 horas. Serão dois dias pedalando e correndo com revezamento dos atletas. O trajeto foi estudado para transformar cada quilômetro em alimento, a corrida também foca na sustentabilidade, com um apelo para a sociedade em defesa da preservação local.

Com saída da Ceará Motor na Av Pontes Vieira, 855, em Fortaleza, o percurso seguirá pela Caucaia, São Gonçalo, Itarema, Acaraú, Morrinhos, Santana do Acaraú, Sobral, Cariré (parada para o café da manhã e banho), Varjota, Santa Quitéria, Tamboril, Crateús, Novo Oriente, Tauá, Boa Viagem, Canindé (parada na estátua), Caridade e Fortaleza.

Apoio e patrocinio