M. Dias Branco celebra 70 anos com lucro líquido de R$ 889 milhões em 2023

Por Redação - Conexão085

Foto: Divulgação

A cearense líder nacional de massas e biscoitos M. Dias Branco terminou 2023 com lucro de R$ 889 milhões. O lucro obtido é recorde na história da empresa que completa 70 anos de atuação no mercado. A companhia, que começou com uma padaria em Fortaleza e atualmente é uma multinacional, fechou o ano de 2023 com lucro líquido de 84,5% acima de 2022. Somente no quarto trimestre (4T23), o lucro líquido alcançou R$ 342 milhões, ou 22 vezes acima do registrado no mesmo período de 2022.

De acordo com Gustavo Theodozio, vice-presidente de Controladoria, Investimentos e Relações com Investidores da M. Dias Branco, uma série de fatores contribuiu, de forma positiva, para o resultado excepcional da empresa. Os destaques foram: crescimento de receitas em todas as regiões do País, recuperação dos volumes de vendas de biscoitos, massas, farinhas e farelo de trigo, disciplina na gestão de custos e menor pressão de commodities, principalmente trigo e óleo de palma.

No que diz respeito à receita liquida, a M. Dias Branco conseguiu R$ 10,84 bilhões em 2023, também um recorde histórico. “É o resultado principalmente de expansão dos volumes vendidos (+4%) e do preço médio (+2,9%)”, explica Theodozio.

A empresa tem investido em estratégias para aumentar a visibilidade de várias marcas pertencentes ao grupo, como Fortaleza, Richester, Vitarella, Piraquê, Adria, Isabela, Jasmine e Finna. “Nosso portfólio tem marcas e produtos para todas as faixas de renda, mas os de maior valor agregado e maiores margens têm trazido contribuição expressiva ao resultado”, afirma o executivo.

A M. Dias Branco é uma multinacional brasileira signatária do pacto global da ONU e com ações negociadas no segmento do Novo Mercado na B3. Sua história começou na década de 40, com a Padaria Imperial, uma iniciativa de Manuel Dias Branco em Fortaleza (CE). Atualmente, as suas operações geram mais de 17 mil empregos diretos em diferentes regiões.

“Este é o resultado do trabalho árduo de todos os nossos colaboradores para que pudéssemos cumprir à risca os planos de crescimento, excelência e inovação apresentados a todos os acionistas”, destaca Gustavo Theodozio, vice-presidente de Controladoria, Investimentos e Relações com Investidores da M. Dias Branco.

Um dos destaques é Piraquê, marca adquirida pela M. Dias Branco em 2018, que tem apresentado crescimento acelerado em itens estratégicos, como cookies e wafers. “Com o processo de nacionalização, Piraquê é hoje a segunda maior marca da companhia, atrás apenas de Vitarella, com receita líquida que chegou a R$ 1,2 bilhão no ano passado”, ressalta Fábio Cefaly, diretor de Relações com Investidores e Novos Negócios da empresa.

Em massas, houve crescimento principalmente nas subcategorias de massa comum e massa com ovos. O destaque é Adria, Top of Mind nacional pelo quarto ano (Datafolha). “Embora o portfólio com maior valor agregado esteja trazendo contribuições significativas, não estamos descuidando das marcas mais populares. No 4T23, destacamos o retorno das marcas de baixo preço no canal Cash & Cary, o que foi importante para o crescimento dos volumes nas regiões Norte e Nordeste”, pontua Cefaly.

Se pelo lado do crescimento da receita a empresa tem cumprido seu plano de negócios, pelo das despesas está sendo feito rigoroso acompanhamento e otimização de custos. Além disso, ao longo do ano passado, os preços das principais commodities utilizadas como matéria-prima pela M. Dias Branco (trigo e óleo de palma) apresentaram queda e proporcionaram uma recuperação gradual da margem bruta, de 27,1% no 1T23 para 36,3% no 4T23, com contribuição positiva para os resultados.

25 de fevereiro de 2024 às 8:30

Banner topo prefeitura
Banner topo arvo
banner topo – Shopping Aldeota
Banner Casa Linda Flor – Banner Logo
Banner topo – Conexão085
Banner – Propaganda em Pauta
MIDDLE BANNER – SESI
MIDDLE BANNER – SENAI

Apoio e patrocinio