Página Interna

Fortaleza terá primeira estação de metrô com placas fotovoltaicas

Para garantir a geração de energia elétrica, de origem solar, as 588 placas fotovoltaicas foram instaladas na Estação Juscelino Kubitschek. 

O funcionamento do sistema agora depende da autorização da Enel que irá realizar os testes finais. O metrô já contribui para a redução de emissão de poluentes por ser um sistema eletrificado. 

Por isso, a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos estuda a expansão do projeto para outras estações, sendo contratada a instalação de 882 placas, que irão, além da Estação JK, para a Estação Padre Cícero, que já está sendo preparada para receber as placas fotovoltaicas e as demais peças do sistema

COMO FUNCIONA: 

A energia solar gerada pelo Metrô é transferida para a rede elétrica da Cidade, em seguida, revertida para o Metrô, como crédito em produção elétrica, o que implicará em compensação nas contas de energia da empresa.

A estimativa é que a quantidade de energia solar produzida na JK e na Estação Padre Cícero seja suficiente para cobrir a demanda elétrica de pelo menos quatro estações da Linha Sul.

Apoio e patrocinio