Pesquisadores encontram substância anti-inflamatória em planta do Ceará

Por Redação 085 - Conexão085

Um estudo realizado pelos pesquisadores da Embrapa e da Universidade Federal do Ceará identificaram uma propriedade anti-inflamatória na Hippeastrum elegans, planta conhecida popularmente como açucena, lírio, nativa de Pacatuba e Moraújo. 

O novo fármaco foi encontrado através da domesticação da produção do vegetal, onde foi possível identificar a presença da galantamina, um alcaloide que já é usado em tratamento de pacientes com doenças de Alzheimer e Parkinson. 

A atividade anti-inflamatória encontrada no vegetal foi comprovada em células de defesa do sangue humano (neutrófilos) e do sistema nervoso central de roedores (micróglias), podendo ser utilizada para o tratamento de sintomas de demência, como a perda de memória. 

O estudo tem como objetivo agregar valor à biodiversidade da Caatinga e ao vegetal, além de ampliar a renda de pequenos agricultores, favorecendo a produção futura de um fitoterápico.

19 de junho de 2021 às 9:00

Banner topo prefeitura
Banner topo arvo
Banner Casa Linda Flor – Banner Logo
Banner topo – Conexão085
Banner – Propaganda em Pauta
MIDDLE BANNER – SESI
MIDDLE BANNER – SENAI

Apoio e patrocinio