Página Interna

Hemoce fecha 2021 com mais de 100 mil doações de sangue recebidas

No ano de 2021, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) registrou mais uma vez a potência do voluntariado cearense. Mesmo em meio à pandemia de Covid-19, o hemocentro recebeu, no ano passado, 102.658 bolsas de sangue. Esse número representa um aumento de mais de 10% em relação a 2020, e possibilitou a estabilidade no atendimento transfusional em todo o Estado.

O Hemoce enviou, ainda, bolsas de sangue para outros estados brasileiros que tiveram seus estoques impactados pelo agravamento do período pandêmico, sendo, inclusive, destaque no plano de contingência de sangue do Ministério da Saúde (MS). O órgão também teve boas notícias na área de Hematologia, cadastrando cerca de 12 mil pessoas como possíveis doadores de medula óssea.

O sangue doado no Hemoce beneficia pacientes que necessitam de transfusão em cerca de 500 unidades de saúde espalhadas pelos 184 municípios do Estado. Diante da pandemia do coronavírus, o Hemoce adotou várias medidas sanitárias para continuar recebendo os voluntários com segurança.

O apoio, a solidariedade e o compromisso da população cearense foi um dos diferenciais que ajudaram o hemocentro a manter, durante os 12 meses do ano, o estoque sempre dentro da margem de segurança transfusional, chegando, inclusive, a enviar 1.253 bolsas de sangue para outros estados do País, como São Paulo, Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Pernambuco, que tiveram seus estoques afetados.

Sangue raro e medula óssea

O Hemoce garante à população, há mais de oito anos, o serviço especializado de identificação de pessoas com tipos sanguíneos raríssimos. O Banco de Sangue de Doadores Raros do Hemoce fechou o ano de 2021 com 216 doadores que apresentam diferentes tipos sanguíneos raros no mundo.

No ano passado, a unidade enviou 27 bolsas de sangue raro para outros estados, atendendo a solicitações do Ministério da Saúde. O Hemoce já encaminhou uma bolsa de sangue para Colômbia, sendo o primeiro hemocentro do Brasil a direcionar o material para outro país.

No Ceará, o Hemoce também é responsável pela realização do cadastro para doação de medula óssea. Em 2021, o hemocentro cadastrou 11.997 voluntários como possíveis doadores de medula, chegando à marca de mais de 220 mil possíveis doadores cadastrados.

Topo Logo

Apoio e patrocinio