Página Interna

Espécie simbólica do Ceará, Soldadinho-do-araripe completa 25 anos de descoberta

Em dezembro de 1996, o pássaro, com cerca de 15 centímetros de comprimento e 20 gramas de massa, foi encontrado nas encostas da Chapada do Araripe, no Cariri cearense. Apesar de ter sua morada no planalto famoso por revelar fósseis de aves entre as mais antigas do mundo, a origem do soldadinho é mais recente, com “apenas” 11 mil anos.

A espécie é globalmente ameaçada de extinção pela perda de habitat, provocada pelo desmatamento e degradação de mananciais, estando entre as 190 aves classificadas como Criticamente em Perigo de desaparecer no mundo, das quais 22 vivem no Brasil.

Denominado cientificamente de Antilophia bokermannie, o soldadinho-do-araripe também recebe outros nomes do povo local, como lavadeira-da-mata, levadeiro e língua-de-tamanduá, segundo o pesquisador e biólogo Weber Girão. “Trata-se de uma bela espécie em risco de extinção com a qual estou envolvido há 25 anos”, conta

O Governo do Ceará considera importante a preservação dessa espécie única, ave endêmica, encontrada na região do Cariri. Para isso, estimula políticas públicas para a criação de áreas protegidas. Em julho de 2019, criou a Unidade de Conservação Municipal, Refúgio da Vida Silvestre (Revis) Soldadinho-do-Araripe, que corresponde a uma área de mais de 4 mil hectares.

Conheça o soldadinho

O nome soldadinho-do-araripe foi sugerido desde a descrição da espécie, considerando que sua congênere, Antilophia galeata, um parente mais velho de ampla distribuição, é conhecida por soldadinho, devido ao fato de a plumagem na cabeça parecer um elmo.

O macho e a fêmea diferem nas suas características físicas. Enquanto a fêmea é de cor verde-oliva, o macho é branco, tem a cauda e as penas de voo das asas negras e sobre a cabeça um “topete” vermelho, utilizado para chamar a atenção das fêmeas. O canto é proferido pelo macho, formado de sete notas, com as três primeiras em frequências descendentes.

Símbolo da biodiversidade da Chapada do Araripe, o pássaro só é encontrado em regiões específicas dos municípios de Barbalha, Crato e Missão Velha. Com base no censo realizado em 2018, a população existente é de aproximadamente 430 adultos.

Topo Logo

Apoio e patrocinio