Página Interna

Duas novas exposições são abertas no Museu de Arte Contemporânea do Ceará

A partir desta quarta-feira (22), o público poderá conferir duas mostras inéditas que passam a ser exibidas no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC Dragão) A primeira delas é “Quilombo Cearense”, uma mostra coletiva com obras do acervo MAC e de artistas convidadas, que tem curadoria de Guilherme Marcondes, com assistência técnica de Maíra Abreu e Hailla Krulicoski.

A segunda mostra se chama “Poço 115: Rastros na Cidade”, e é uma exposição coletiva com artistas convidados, fruto de parceria entre o MAC Dragão, a ONG Velaumar, o Laboratório das Artes e das Juventudes (Lajus) e o Grupo de Estudos e Pesquisas Rastros Urbanos da Universidade Federal do Ceará (UFC), com apoio do IFoto. Conta com a curadoria e a pesquisa de Felipe Camilo e Álvaro Graça Júnior.

Ainda nesta quarta-feira, às 16h30, os curadores Felipe Camilo e Guilherme Marcondes estarão presentes para receber o público. Às 17h, Sérgio Rocha, geógrafo e morador da comunidade Poço da Draga, conduzirá o “Expresso da Draga”, uma visita guiada que levará o público do MAC Dragão a pontos históricos no Poço da Draga, passando pelo polo expositivo na ONG Velaumar.

Em seguida, às 18h, será exibido o documentário “Resenha do Brasileirinho”, de Álvaro Graça Jr. e Felipe Camilo, na calçada das latas d’água no Poço da Draga, nas proximidades do Pavilhão Atlântico.

As exposições podem ser conferidas de quarta a domingo, das 9h30 às 12h30 (acesso até as 12h) e das 14h30 às 17h30 (acesso até as 17h), exceto no período de recesso do Natal e do Ano Novo. O acesso à programação presencial requer a comprovação do ciclo vacinal completo do portador há pelo menos 15 dias, acompanhado do documento de identificação com foto. O uso de máscara também é obrigatório.

Topo Logo

Apoio e patrocinio