Página Interna

Olimpíadas de Tóquio 2020: mulheres e nordestinos são destaques nos jogos

A campanha brasileira na Olimpíada de Tóquio terminou com a melhor performance do país em uma edição de Jogos Olímpicos. O quadro de medalhas mostrou o Brasil em 12º lugar, melhor classificação na história. Em 2016, a posição final do país foi 13º.

O Brasil superou o resultado obtido nos jogos do Rio de Janeiro, conquistando 21 medalhas, sendo 7 de ouros, 6 de pratas e 8 de bronzes.  Em 2016 foram 19 medalhas.

Além de uma quantidade nunca antes vista, muitas das conquistas do Brasil representaram também feitos impressionantes ou inéditos. As mulheres, por exemplo, se destacaram em Tóquio, das 7 medalhas de ouros conquistadas, 3 foram para elas. As atletas também conquistaram 4 medalhas de pratas e 2 bronzes.

Foto: Reprodução/Instagram

Outro destaque foi a quantidade de nordestinos subindo ao pódio. Nos esportes individuais. 4 das 5 medalhas de ouros do país foram conquistadas por atletas do Nordeste: Ítalo Ferreira, do Rio Grande do Norte; Ana Marcela Cunha, Isaquias Queiroz e Herbet Conceição, da Bahia. Entre as medalhas de prata temos Rayssa Leal, do Maranhão e Beatriz Ferreira, da Bahia.

Foto: Reprodução/ Instagram Time Brasil

 

Apoio e patrocinio