Página Interna

Centro Cultural Chico Anysio vai fortalecer o turismo em Maranguape

Foto: Tatiana Fortes/Ascom

Foi assinado, nesta quarta-feira (23), o decreto para a desapropriação do terreno em Maranguape onde serão implantados o Centro Cultural Chico Anysio e o Parque da Cidade.

De iniciativa do Governo do Estado, a ação aconteceu na data que marcou os dez anos da morte do gênio do humor e da comunicação brasileira, que nasceu em 12 de abril de 1931, em Maranguape.

No terreno, está localizada a casa que era do pai de Chico Anysio, no bairro Parque das Rosas. O humorista e os irmãos moraram no local até os sete anos dele. O projeto será articulado pela Secult Ceará em diálogo com a Prefeitura Municipal.

“O maior patrimônio aqui é a casa onde o Chico Anysio morou. Nós vamos fazer aqui um Centro Cultural e, toda essa área verde, vamos desapropriar para fazer um grande parque, para atrair pessoas do Brasil inteiro para conhecer a história do Chico Anysio, que foi e ainda é o maior e humorista da história deste País. Nós precisamos guardar a sua memória aqui em Maranguape”, destaca o governador Camilo Santana.

Berço do humor

Chico deixou Maranguape ainda menino para apresentar aos Brasil os seus múltiplos talentos, incluindo a habilidade de criar mais de 200 personagens. O humorista cearense, que estreou na Rádio Guanabara aos 17 anos, também foi ator, comentarista, compositor, apresentador, diretor de cinema, escritor, pintor, radialista e roteirista.

Alguns dos personagens interpretados pelo artista ficaram marcados na história da televisão brasileira, tendo jargões e reflexões utilizados até hoje, como o professor Raimundo, da Escolinha, que não desistia do ofício de educar uma turma cheia de espertezas, apesar de receber bem pouco para isso. A Escolinha, para os comediantes, também foi um espaço de formação.

Nesse sentido, segundo o Governo do Estado, o complexo cultural será um lugar de, além do encontro da arte com a alegria, de formação, para honrar o legado de Chico Anysio, que era um defensor do humor sem elitismo, mantendo a sutileza e simplicidade para ser compreendido por todos. O espaço também fomentará o turismo ambiental.

“O Chico divulgou o nome de Maranguape por 20 anos em horário nobre. Ele sempre falou da cidade com muito carinho. Eu tenho certeza que esse Centro Cultural vai estar à altura e da grandeza e da importância que ele sempre teve para o Brasil, para o Ceará e Maranguape, afirmou o prefeito Átila Câmara, ressaltando que, antes da pandemia da covid-19, a casa já recebia anualmente cerca de quatro mil visitantes.

Topo Logo

Apoio e patrocinio