Página Interna

Saúde Ocular em tempos de Covid

Em tempos de pandemia, é importante esclarecer que os olhos são uma importante porta de entrada do novo coronavírus em nosso organismo, além de alertar que o contato com a lágrima de uma pessoa infectada pode ser fonte de contaminação. Por isso, algumas medidas de prevenção e cuidados com óculos e lentes de contato são necessárias.

Conjuntivite e danos à retina estão entre as principais problemas encontrados nos olhos dos paciente contaminados pelo coronavírus. Estudos demonstram que o novo vírus causa conjuntivite em 1 a 3% dos indivíduos contaminados e, em certos casos, essa doença é o primeiro sintoma da Covid-19. Outros estudos demonstram também uma capacidade do vírus em lesionar a retina, estrutura onde ficam as células responsáveis por enviar as informações que geram as imagens no cérebro, e recentemente foram relatados danos corneanos e também uveais. Enfim, o novo corona vírus pode afetar praticamente todas as estruturas oculares.

Na conjuntivite, os sintomas são de irritabilidade intensa com coceira, vermelhidão, sensação de corpo estranho e ardência nos olhos, lacrimejamento continuo e sensibilidade à luz. A conjuntivite viral é extremamente contagiosa e deve ser tratado por um especialista sob o risco de provocar danos sérios e permanentes na visão.

Por isso, mesmo durante a pandemia, e necessário cuidar da visão. Não apenas das patologias ocasionadas pelo vírus, mas também na manutenção do acompanhamento de patologias crônicas oculares, como glaucoma e retinopatia diabética, que necessitam de consultas e exames médicos regulares, sob pena do descontrole destas e consequente lesões visuais permanentes e levando até mesmo a cegueira irreversível.

Assim, reforçamos a necessidade, mesmo com a pandemia e as medidas de distanciamento social, da manutenção das visitas medicas regulares, observando  sempre as medidas protetivas. No caso especifico da oftalmologia, em cerca de 80% dos casos a doença ocular poderia ser evitada com diagnóstico e tratamento precoces. A falta de acompanhamento e conduta adequados, durante a pandemia, estão acarretando danos visuais irreversíveis com consequente cegueira, grande parte ocasionados pelo abandono dos pacientes ao tratamento. Por isso, não abandone seu tratamento e não deixe de usar sua medicação! Cuide de sua saúde ocular e visite regularmente seu médico oftalmologista!

DR. RÉGIS SÁ VIEIRA
MÉDICO OFTALMOLOGISTA – CRM 7514/CE RQE 6890
Ex-residente da Clinica de Olhos da Santa Casa de Belo Horizonte
Especialista em Glaucoma e Cirurgia do Segmento Anterior/Catarata pela Clinica de Olhos da Santa Casa de Belo Horizonte

Apoio e patrocinio