Página Interna

Os cuidados redobrados com a saúde mental na segunda onda da COVID-19

A pandemia do coronavírus trouxe graves consequências para a saúde mental da população em todo o mundo. O luto agravou os estados de depressão, ansiedade e outros transtornos mentais. O isolamento social fez com que muitas pessoas ficassem longe das famílias, das pessoas amadas e transformou rotinas trazendo enormes desafios.

Estamos vivendo o pior momento da pandemia de Covid-19 no Brasil, de maior cansaço emocional por parte de todos nós que enfrentamos o medo e a ansiedade gerados pelo isolamento.

Com esse turbilhão de sentimentos, buscamos entender melhor essas diferentes sensações que invadem a nossa cabeça.

Todo problema físico impacta no psicológico e vice versa. A saúde mental está em tudo. No que vivemos e na maneira que encaramos as coisas. Diferente do que muitos podem pensar, a definição de saúde não é ausência de doença. A OMS conceitua a saúde como um completo estado de bem-estar: físico, mental, emocional e social. Vamos buscar o equilíbrio, elevando nossos pensamentos para a cura e o amor em tudo ao nosso redor.

Karla Rolim
Psicóloga clínica e organizacional
Gestalt Terapeuta
Mestranda em Psicologia Clínica pela Universidade Autônoma de Lisboa

Apoio e patrocinio