Página Interna

Dia do Consumidor: o que os consumidores esperam da rotina econômica pós coronavírus? 

Em todo o mundo, a pandemia do coronavírus gerou uma grande transformação. Desde o primeiro trimestre de 2020, todos os setores enfrentam uma mudança impactante de rotina e também de consumo e logística. Em consequência disso, os negócios digitais e a intensificação do uso dos canais digitais de interação com os consumidores ganharam forte aceleração.

Com o fechamento das lojas físicas, mais pessoas passaram a recorrer à internet para garantir os produtos do cotidiano.

O engajamento com o varejo virtual passou a crescer, tendo em vista que os consumidores ganharam mais tempo livre e o usam para navegar nas vitrines virtuais. Um dos setores que tiveram maior alta, foi o setor de bens não duráveis (como itens de higiene, saúde e supermercados). 

De acordo com o estudo “Confiança nas marcas e a pandemia de coronavírus”, realizado pela agência Edelmann, 46% dos brasileiros começaram a usar uma marca por causa da forma inovadora e sensível com que ela tem respondido ao coronavírus, o que nos mostra a cobrança dos consumidores para que as empresas tenham um propósito, sejam mais responsáveis e sustentáveis.

É esperado que o hábito de comprar online continue, mesmo depois do isolamento. Isso porque novas pessoas experimentaram pela primeira vez a praticidade do digital e não devem querer abrir mão dela. O digital e o real, depois de tudo, vão andar lado a lado.

Apoio e patrocinio