Página Interna

Cearense Silvana Lima vence o Circuito Banco do Brasil de Surfe na Bahia

Silvana Lima conquistando a primeira vitória no Circuito Banco do Brasil. Fotos: Daniel Smorigo/WSL

A segunda etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe, realizada no último domingo (15), trouxe mais que ótimas ondas e praia lotada em Stella Maris, Salvador, Bahia. A competição também trouxe a primeira vitória da cearense Silvana Lima na temporada.

Aos 37 anos, Silvana ganhou da paulista Kemily Sampaio, que aos 17 anos participava pela primeira vez de uma final da etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series.

A vitória coloca a surfista cearense na liderança no ranking especial do Circuito, empatada com a catarinense Tainá Hinckel, que a maior estrela do surfe feminino nacional derrotou nas semifinais. A terceira e última etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe será em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, nos dias 25 a 28 de agosto.

“Mesmo estando com o joelho machucado, que não dava para forçar muito nas manobras porque vem toda aquela lembrança de quatro cirurgias, mas estou superfeliz e só gratidão por toda essa energia baiana. Eu já ganhei muitos eventos aqui, já morei aqui, então é barril Bahia”, contou Silvana à imprensa do WSL.

Silvana Lima confirmou o favoritismo na final contra Kemily Sampaio nas primeiras ondas que surfou. A paulista abriu a bateria fazendo duas manobras numa direita que valeram 4,67. Silvana também ataca duas vezes sua primeira onda, só que com mais força para ganhar 6,83. Logo, ela pega outra direita para combinar três batidas e rasgadas e receber 6,77, que já definiu a vitória por 13,60 a 7,74 pontos.

Circuito Banco do Brasil de Surfe

Um dos objetivos do Circuito Banco do Brasil de Surfe é descobrir novos talentos em cada região do país. São três etapas do Qualifying Series valendo pontos para os rankings regionais da WSL Latin America, classificatórios para o Challenger Series, único caminho para se chegar na elite do World Surf League Championship Tour.

O Circuito também está formando um ranking especial, computando os resultados das três etapas. Quem ficar em primeiro lugar nas categorias masculina e feminina, receberá convites para participar do único evento do WSL Challenger Series na América Latina esse ano, o Corona Saquarema Pro, que será disputado em novembro na “Capital Nacional do Surf”.

A vencedora da primeira etapa em Garopaba (SC), Tainá Hinckel, chegou nas semifinais em Salvador e se mantém em primeiro lugar no ranking feminino. Só que agora na companhia de Silvana Lima, que foi semifinalista na Praia da Ferrugem e campeã neste domingo em Stella Maris.

Topo Logo

Apoio e patrocinio