Página Interna

Ceará cresceu 98% em importações e 26% em exportações no 1º trimestre do ano

Foto: Pádua Martin/Ascom Ipece

O Centro Internacional de Negócios (CIN), da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), acaba de divulgar a edição do primeiro trimestre do Ceará em Comex. De acordo com o estudo, as exportações cearenses ultrapassaram US$ 549,8 Milhões entre janeiro e março. Foi um crescimento de 26,4%, que coloca o Ceará na posição de 4º estado exportador do Nordeste e 16º do Brasil.

Ainda segundo o documento, somando as operações de importação do primeiro trimestre deste ano, o Ceará registrou US$ 1,5 bilhões, valor 98% maior que o realizado no acumulado de 2021. O crescimento coloca o Ceará na posição de 3º estado exportador do Nordeste e 11º do Brasil.

Dados por município

Ainda de acordo com o estudo, com aumento de 10%, as exportações de São Gonçalo do Amarante correspondem a 42% do total vendido pelo Ceará e registraram o montante de US$ 225,8 milhões em exportações nos três primeiros meses de 2022.

O resultado positivo se deu, principalmente, em consequência do aumento das vendas de produtos da indústria siderúrgica, considerando que o município engloba o polo siderúrgico do estado, que é responsável pelos principais produtos da pauta exportadora cearense.

Sobral registrou crescimento de 25,4% nas exportações em consequência do aumento das vendas do setor calçadista para o exterior, realizando um valor de US$ 47,7 milhões em vendas.

Outro município em destaque neste trimestre foi Itaitinga, aparecendo na lista dos principais exportadores do Ceará, com registro do montante de quase US$ 30 milhões, em decorrência de uma operação de exportação “Outros aviões e outros veículos aéreos” com destino aos Estados Unidos.

Dados por setor e país

Ainda sobre o primeiro trimestre das exportações do Ceará, os setores que mais cresceram foram Ferro e aço (9%), Calçados (45%) e Frutas (-15%).  O Ceará exportou para 111 países diferentes, o que corresponde a um aumento de 2,8% na variedade dos destinos de exportação do estado.

O estado registrou US$ 142,3 milhões em exportações destinadas aos Estados Unidos, o que corresponde a uma redução de 38,1% nos primeiros meses de 2022. O país possui a maior representatividade nos destinos das exportações cearenses, sendo responsável por comprar 26% do total vendido pelo Ceará para o exterior.

Em segundo lugar no ranking, o México importou o valor de US$ 74 milhões, seguido da Espanha que comprou US$ 43,3 milhões em insumos e da Alemanha, destaque no primeiro trimestre deste ano, com crescimento de 296,5% nas aquisições de produtos do Ceará, somando US$ 33,8 milhões.

Fortaleza foi o principal município importador do Ceará, correspondendo a 41% do total comprado pelo estado no exterior, em 2022. A capital registrou US$ 607,7 milhões em aquisições de produtos no exterior, o que corresponde a um aumento de 178% se comparado com o mesmo período do ano anterior. Os produtos mais procurados pela capital cearense foram óleos de petróleo, trigos e díodos.

Topo Logo

Apoio e patrocinio