Página Interna

Castanhas de Aquiraz: as sementes de uma economia forte

Em 2021, a produção de cocos e castanhas em Aquiraz acumulou US$ 41,8 mi em exportações. Foto: Freepik

Reconhecida por suas belas praias, construções históricas e turismo abrangente, pouco se sabe que a cidade de Aquiraz, no litoral do Ceará, também se destaca no cenário estadual e nacional por ser uma potência exportadora de castanhas.

A produção agrícola do município é montada em bases tradicionais, que tem como produtos de maior destaque a castanha de caju e frutas, como o coco da baía. Juntos, esses setores correspondem a mais de 95% do que é vendido externamente por Aquiraz.

O Ceará é o principal estado em termos de produção e processamento de castanha no país, e a castanha de caju produzida no estado, mais especificamente em Aquiraz, tem ganhado cada vez mais espaço nas prateleiras internacionais.

Dados de exportação

No último estudo Setorial em Comex da castanha de caju, realizado pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), constata-se que Aquiraz foi o 2º município cearense que mais exportou o produto no primeiro semestre de 2021, com uma participação de 45% no total exportado pelo estado.

Essa exportação totalizou US$ 21,6 milhões, colocando Aquiraz apenas poucos milhões de dólares abaixo de Fortaleza, que exportou US$ 23,9 milhões, mas a uma distância considerável do terceiro maior exportador, o município de Cruz, que acumulou apenas US$ 2,3 milhões.

Considerando dados mais recentes do CIN, Aquiraz somou US$ 12 milhões em exportações no primeiro trimestre de 2022. A castanha de caju, coco e seus produtos foram os principais itens vendidos ao exterior pelo município, em especial para a Holanda, México e Argentina. No âmbito estadual, a castanha de caju registrou US$ 18,1 milhões em vendas no período.

Em todo o ano de 2021, a produção de cocos, castanha do Brasil e castanha de caju em Aquiraz acumulou um total de US$ 41,8 milhões em exportações. Um resultado bem expressivo, que aponta o potencial produtor e exportador do município.

Fortalecimento da agricultura 

Em agosto de 2021, a Câmara Municipal de Aquiraz aprovou Projeto de Lei que reformulou o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável – CMDRS. Dentre as competências do conselho está promover ações que estimulem, preservem e fortaleçam a cultura local, bem como apoiar o atendimento às necessidades de crédito rural e de assistência técnica para os agricultores familiares.

Segundo o texto da matéria, com a atualização do Conselho Municipal, o setor agrícola do município recebe mais apoio, tanto no que se refere ao fortalecimento da agricultura familiar através de projetos de custeios e financiamentos, quanto em investimentos diversos para melhorar o poder aquisitivo do homem do campo.

Suporte a empresas

Em razão dessa capacidade de produzir, beneficiar e exportar castanhas, Aquiraz é sede de grandes empresas do setor. A Usibras, por exemplo, é uma das maiores processadoras de castanha de caju do mundo, tendo quatro unidades com tecnologia de ponta no Brasil, África e EUA. A empresa tem uma produção anual de 100 mil toneladas

Outra empresa sediada em Aquiraz, a Sofs Castanhas, já está desde 2004 no mercado de beneficiamento, produção e vendas de castanha de caju. A empresa processa e embala a castanha artesanalmente, preservando o sabor natural e suas características saudáveis.

Topo Logo

Apoio e patrocinio