Página Interna

Brasileiros são incluídos em programa que facilita a entrada nos EUA

Novo passaporte comum eletrônico brasileiro. O documento passou a ser emitido desde a última segunda -feira (6) pela Polícia Federal e Casa da Moeda, e terá prazo de validade de 10 anos (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Boa notícia para quem já está com planos de viajar. O governo federal anunciou nesta segunda-feira (7) a entrada em vigor da terceira e última fase do acordo assinado com o governo dos Estados Unidos para facilitar a entrada de brasileiros no país.

O programa norte-americano Global Entry já era utilizado para agilizar o acesso de viajantes de 11 países, e agora os brasileiros também vão poder aproveitar essa facilidade.

O Global Entry não substitui a exigência de visto, mas pode acelerar os processos de entrada e saída de estrangeiros autorizados a ingressar em território norte-americano, sem ter que passar por filas de imigração nos aeroportos.

Para participar, os viajantes brasileiros devem se inscrever na plataforma Trusted Traveler Programs, do governo estadunidense. É preciso informar dados pessoais, como CPF e número do passaporte, além de preencher um questionário social. Depois da inscrição, o interessado terá que pagar uma taxa de 100 dólares e aguardar pela avaliação dos dados.

Caso seja aprovado, o viajante vai ser chamado para uma entrevista presencial, aqui no Brasil, com um funcionário da imigração dos Estados Unidos. Após passar por todas essas etapas, o turista brasileiro vai poder viajar para o país norte-americano sem precisar passar pelas filas de imigração.

Os interessados devem acessar a plataforma Trusted Traveler Programs pelo site ttp.dhs.gov e se inscrever no programa Global Entry. A taxa precisará ser renovada após 5 anos.

Topo Logo

Apoio e patrocinio