Página Interna

Atletas do hipismo cearense conquistam título inédito de Campeões Brasileiros 2022 por equipe

Foto: Divulgação

As amazonas Maria Paula Gomes e Júlia Passamani e os cavaleiros Bruno Porto e Artur Torres estiveram nesta última semana em Joinville (SC), representando o Ceará em uma disputa que reuniu cerca de 100 dos melhores atletas de todo o Brasil.

Com um desempenho excepcional, os cearenses levaram o ouro por equipes, conquistando o título inédito de Campeões Brasileiros 2022. Além disso, as duas amazonas ainda brilharam na disputa individual. Júlia Passamani levou o bronze e Maria Paula ficou em 5º lugar individual.

Os atletas buscavam não só títulos brasileiros, mas também vagas para representar o Brasil no Campeonato Sul Americano da Juventude 2022, que acontece no fim do ano em Mar del Plata, na Argentina.

Com o ouro por equipes, o Ceará garantiu duas das 10 vagas para a delegação que vai representar o Brasil na competição internacional. Júlia Passamani e Bruno Porto já estão classificados para a equipe brasileira e voltam para casa com essa responsabilidade a mais.

Ainda há chances de uma terceira vaga vir para a equipe do Ceará, pois Paula Gomes segue na lista de escolha subjetiva do técnico da Confederação Brasileira de Hipismo e com boas possibilidades de também compor o time.

“Nós estamos muito orgulhosos dos nossos atletas. O Ceará nunca tinha alcançado o título nessa categoria que é tão disputada e importante para a formação de novos atletas olímpicos”, relata Jorge Luis Passamani, cavaleiro profissional e chefe da equipe do Ceará.

“No ano passado, conquistamos a prata e voltamos com o compromisso de treinar mais para buscar o ouro. E foi exatamente isso que esses pequenos grandes atletas fizeram. Cada um deles se comprometeu com os treinos e deu seu máximo pra chegar até aqui”, completa o instrutor.

A presidente da Federação Equestre do Ceará, Renata Holanda, comemora a conquista, e reforça que esse título de Campeão Brasileiro é muito grandioso para o esporte e para nosso estado.

“Treinamos aqui no Ceará, longe das regiões Sudeste e Sul, onde acontece a maior parte das competições nacionais, e mesmo assim conseguimos chegar lá e competir em igualdade de condições. Desenvolvemos aqui no Ceará uma capacidade de treinamento quer não deixa a desejar para lugar nenhum do Pais e viramos um nascedouro de grandes atletas”, afirma.

Topo Logo

Apoio e patrocinio