Página Interna

2022 inicia com situação hídrica controlada e com expectativa de chuvas

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) prevê cenário favorável a chuvas em todas as macrorregiões regiões do Estado em 2022. Já o ano de 2021, como previsto pela Funceme, teve uma quadra chuvosa abaixo da média. O ano terminou com pouco mais de 20% de aporte hídrico total e 80 açudes abaixo de 30%. Apenas as regiões do Coreaú, Litoral Norte e Aracaú terminaram o ano com mais de 50% de reserva. A região mais crítica foi a do Banabuiú, que aportou apenas 6,9%.

Apesar disso, de acordo com o secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, a situação está controlada graças aos esforços diários realizados pelo Comitê de Contingência do Estado. Trata-se de um trabalho de gestão e diversificação da matriz hídrica, realizado em parceria com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Sohidra e Funceme, que garantiu acesso hídrico aos municípios.

Foto: Ascom SRH

Foram investidos em torno de R$ 22,6 milhões na manutenção em diversos equipamentos de gestão hídrica do Ceará. O programa de recuperação abrange, dentre outras estruturas, as estações de bombeamento, o Cinturão das Águas do Ceará (CAC), reservatórios estaduais, canais e adutoras.

Malha D’água e Cinturão das Águas

Para 2022 está previsto o início do Projeto Malha D’água, que vai ampliar a segurança hídrica do Estado, garantindo condições qualitativas e quantitativas de fornecimento de água para o abastecimento dos núcleos urbanos e comunidades rurais situadas ao longo dos sistemas adutores a serem implantados.

Inicialmente o Projeto vai beneficiar a região do Banabuiú, no Sertão Central, que terá 688km de adutora de água tratada beneficiando 9 sedes municipais e 38 sedes distritais.

Já a partir da terça-feira (4), a fase de pré-teste no Cinturão das Águas iniciará a captação na barragem Jati até o Km 75, englobando integralmente os lotes 01 e 02 do CAC e limitando-se com o Sifão Santana, pertencente ao lote 03 da obra, onde ao atingir o KM 80+300 m acontecerá a captação para o abastecimento das cidades de Barbalha e Juazeiro do Norte.

Topo Logo

Apoio e patrocinio